Cinco Dicas de Organização que Aprendi com Marie Kondo

Organização sempre foi um dilema pessoal na minha vida. Cresci ouvindo que era bagunceira, desorganizada e coisas parecidas. Não que eu me importe muito com isso, mas às vezes cansa e nos faz refletir sobre a necessidade de mudança. Fui tentando melhorar e atualmente sou daquelas que tem um surto de arrumação de tempos em tempos.

Diante do meu histórico, não pude deixar de me atrair pelo monte de posts que vi na internet sobre o livro da japonesa Marie Kondo, recorde de vendas nos USA, primeiro lugar na lista do New York Times, A Magica da Arrumação.

livro-marie-kondo

O livro é pequeno, o que não me assustou muito. Curiosa decidi comprar e conhecer a arte japonesa de colocar em ordem a sua casa e sua vida.

Depois de ter terminado a leitura e já ter colocado em prática alguns dos aprendizados tenho que confessar que achei o conteúdo poderoso e bem transformador.

A primeira parte do livro parece boba e repetitiva, mas depois percebi que na verdade a repetição tem a intenção de reforçar a principal teoria dela, que de tão simples parece óbvia: organizar é definir o que será mantido e definir um local especifico para cada coisa.

Parando para pensar percebi que parecia fazer sentido. Lembrei muito da minha sala que foi organizada pelo decorador que me ajudou, tudo tem um lugar bem definido, cada móvel, cada enfeite. Por mais que eu receba pessoas, que as coisas sejam tiradas do lugar, rapidamente consigo reorganizar e sempre tenho a feliz sensação que minha sala está arrumada. Sensação contrária dos demais cômodos (principalmente o meu quarto e o escritório) que me animaram a continuar a leitura do livro.

O maior desafio é realmente entender o método para que o “efeito rebote” não aconteça e tudo volte a ficar fora do lugar.

A organização segundo ela é um processo, um primeiro passo. “Colocar a casa em ordem ajudará você a encontrar a missão que realmente toca seu coração. Avida começa depois que casa está em ordem.”, finaliza Marie Kondo.

Mas finalmente o que eu posso dizer do livro? Gostei ou não?

Confesso que achei o método um pouco radical e quase impossível de ser implementado exatamente como ela propõe, todo em um único dia.

Eu fiz algumas pequenas adaptações, mas confesso que segui quase a totalidade das dicas e adorei o resultado.

Vamos aos meus principais aprendizados:

1. A organização deve ser encarada como um evento especial

“Há dois tipos de organização: a “diária” e a” organização como evento especial”. A diária consiste em usar algo e coloca-lo no seu devido lugar (DESAFIO!!!!!), sempre fará parte de nossas vidas. Mas o objetivo do livro é inspirar você a encarrar o” acontecimento”.

Acorde cedo e encarre o desafio sozinha, uma “comunhão silenciosa com você mesmo”. Vai ser divertido!

2. Antes de começar o processo, visualize seu objetivo.

“Qual foi sua motivação para organizar as coisas? Visualize o estilo que vida que você quer adotar e faça anotações”.

No meu caso,  eram  dois objetivos: transformar meu escritório em um lugar agradável e prático para trabalhar e resgatar os meus locais de refúgio e paz na minha casa (um cantinho com poltrona para leitura no meu quarto e o canto da rede no quarto de hóspedes, ambos estavam tomados por caixas e pilhas de coisas sem muito uso).

3. Comece pelo descarte. Mantenha só os itens que te trazem alegria.

Parece meio louco, mas esse é o passo mais importante do método, decidi o que manter com base no critério de que te traz alegria ou não.

A idéia que cada item tem uma energia e uma história associada a ele e só você pode definir se esse item traz alegria ou não. Pegue no objeto e sinta a energia. Repito, parece meio loucura, mas funciona. Ela propõe uma ordem de itens a serem arrumados começando pelas roupas e evoluindo para itens de maior valor sentimental como fotos e cartas. Segundo o método você vai desenvolvendo essa percepção à medida que o descarte acontece. Não me pergunte como, mas, funciona.

4.Arrumar por categorias (esse pra mim é uma das melhores dicas!).

Temos a tendência a fazer a arrumação por cômodos. Hoje vou arrumar o quarto, amanhã o banheiro e assim por diante.

O método propõe que a arrumação seja feita por categorias (Ex: roupas, livros, revistas, cosméticos.). Reúna em um único lugar todos os itens da mesma categoria. TODOS MESMO!! Por exemplo, pegue as roupas que eventualmente estavam na lavanderia. É importante juntar tudo em um único lugar, pois a tal definição da alegria proposta no item três necessita que você toque todos os itens para sentir a energia dele. De novo, parece loucura, mas vai por mim que funciona risos.

Aqui eu fiz a minha maior adaptação no método. Investi bastante tempo juntando as coisas por assunto e já fazendo “uma limpa inicial” fui deixando os montes agrupados pela casa. E ai você começa a entender o porquê da arrumação por categorias. Eu tinha revistas espalhadas por todos os cômodos da casa e só juntando tudo consegui visualizar o excesso. A mesma coisa com itens de perfumaria e papelaria. Quantos caderninhos encontrei!!! Esse processo consumiu uma manha de sábado inteira e joguei fora mais de dois carrinhos de supermercado cheios. Uma loucura!!

Depois dessa “pré limpa” que introduzi no método, iniciei o meu processo de descarte identificando ”aqueles itens que cumpriram sua função, expressando gratidão e se despedindo deles é, na verdade uma forma de se conhecer melhor, um rito de passagem para uma nova vida”.

O descarte é quase libertador! Quando cheguei às fotos antigas tive realmente uma sensação incrível. Você termina meio aliviado e cansado, bem interessante a movimentação da energia.

Para cada categoria ele propõe dicas práticas que não vou repetir aqui senão vou acabar contando o livro todo.

5. Olhe seu próprio espaço antes de criticar o dos outros

“A melhor maneira de lidar com uma família bagunceira é desfazer-se de tudo que você tem em excesso sem fazer muito alarde.”“ A organização provoca uma reação em cadeia.”

Esse ensinamento é simplesmente libertador!!!!! Fui arrumando tudo e controlando meu desejo de pedir que meu marido arrumasse a bagunça dele ….e???… acredite .. Ele sozinho depois se dispôs a arrumar algumas bagunças dele que muito me incomodavam.. Sim.. Tipo milagre!!!!

A partir dessas etapas é começar a definir lugar para as coisas e ir arrumando.

Diferente do que ela propõe, eu não consegui finalizar tudo em um dia. Já dediquei dois inteiros ao processo e alguns outros períodos e ainda tenho algumas pendências.

Resultado até o momento:

  • Meu escritório está todo organizado, ganhou quadros novos  e eu tenho trabalhado nele constantemente.
Meu escritório depois da arrumação ganhou 2 quadros novos . Pena não tirei foto do antes e depois !

Meu escritório depois da arrumação ganhou 2 quadros novos . Pena não tirei foto do antes e depois !

  • Meu cantinho de leitura no quarto ainda não está finalizado, pois estou aguardando a poltrona que vai trocar a capa.
  • Meu cantinho da rede no quarto de hóspedes também voltou à ativa.
  • Separei várias roupas para doação, reformei outras tantas e já usei. Fiz um colete de jeans de uma jaqueta que estava no armário a uns bons anos sem uso.
  • Descobri que posso juntar as embalagens vazias de produtos Mac e trocar por um batom novo.

Resumindo adorei o livro e recomendo!

E você já leu? O que achou? Compartilha aqui.

Comentários

  1. 18 out2016

    Qualquer viagem com mudanca de fuso exige muito do nosso corpo, entao tudo o que pudermos fazer para que ele se acostume mais rapido, deve ser buscado.

    Responder

Deixe seu comentário: