Do”lixo ao luxo”,como transformei minha vida!

29.03.2017

Do “lixo ao luxo”,  por Tita

Costumo brincar que essa é a minha frase, pois ela representa exatamente meus últimos 10 meses!

Vou contar um pouquinho da minha historia pra vocês, meu nome é Cristina, mas todo mundo me chama pelo meu apelido, que é Tita!
Eu tenho 35 anos e sempre trabalhei na área de marketing e eventos de empresas multinacionais!
No dia 1 de abril de 2016, minha chefe me chamou na sala dela, pediu para eu sentar e disse “Agradeço muito o seu trabalho mas você esta sendo desligada da empresa!” Eu comecei a rir, e disse “Ai credo chefa, para com isso, 1º de abril, né!?”. E ela disse “Não!” Abriu a gaveta, tirou minha carta de demissão e pediu para eu assinar.


Meu mundo desabou. Como assim eu esta a sendo demitida?!?! Eu sempre fui uma funcionaria exemplar, daquelas que trabalhava 12 horas por dia, era uma das primeiras a chegar, nunca saia antes das 20:00, trabalhava vários finais de semana, estava sempre disposta a viajar a trabalho, minha vida era o meu trabalho.
Fui para minha mesa, recolhi minhas coisas, entreguei o crachá no RH e em menos de 15 minutos já estava indo para casa, nem consegui me despedir dos meus colegas.


Cheguei em casa, sentei na minha cama e fiquei nela por 15 dias, eu não tinha forças para levantar, só chorava e pensava no que ia fazer da minha vida. Porque eu tinha sido mandada embora, como uma mulher de 35 anos ia se recolocar no mercado, como eu teria que fazer para procurar um emprego, onde eu ia procurar um emprego, como eu iria pagar minhas contas.
Eu nunca tinha sido mandada embora, fiquei perdida, com minha auto estima no chão.

Para piorar, eu estava com ferias marcadas, iria ficar 1 mês nos Estados Unidos, e o RH da empresa sabia e ja tinha aprovado as ferias no sistema, então eu já estava com tudo pago (passagem emitida, hotel pago, carro alugado, dólares comprados). Bom, resolvi ir viajar, já estava na pior, pensei que a viagem poderia me ajudar a colocar a cabeça no lugar.

Embarquei e fui curtir um pouco a vida.Fiquei uns dias na casa da minha tia em Orlando na Florida e la fiz um bolo de brigadeiro para a família.

Ah, agora começa a parte do “luxo”. Eheheh

Quando eu tinha 15 anos eu vi uma mulher fazendo um bolo na TV e esse bolo juntava as duas coisas que eu mais amo na vida: doce de leite + brigadeiro. Pensei “vou tentar fazer”. Mas eu nunca havia feito um bolo na vida, então comprei um bolo de caixinha no supermercado, adicionei ovo, leite e manteiga e coloquei no forno!

Confesso que os primeiros bolos não ficaram bons, foram muitos testes até chegar no sabor que eu acreditava que era o ideal.

Pois bem, durante esses 20 anos eu fiz muitos bolos, sempre o mesmo sabor, bolo de chocolate com recheio de doce de leite e cobertura de brigadeiro. Eu fazia por hobby, nunca vendi os bolos. Mas sempre presenteava as amigas e a família, que amavam o meu bolo e já não queriam mais presentes no aniversario, elas queriam o bolo no lugar do presente. E elas sempre falavam que eu precisava abrir uma loja, mas eu nunca dei muita bola, pois nunca pensei em largar o mundo corporativo.

thumbnail_FullSizeRender BOLO TITA DOCE DE LEITE

“Meu Preferido”(parte paulista do Bazar)

Eu achava chique trabalhar em multinacional, afinal a sociedade é cruel e valoriza muito o status.

Bom, mas voltando as férias nos Estados Unidos. Fiz o bolo la na casa da minha tia e minha família simplesmente devorou o bolo em segundos. Comeram tudo e pediram para eu fazer outro. E eu fiz.
Comentei com elas que minhas amigas também amavam meu bolo e que sempre pediam para eu abrir uma loja,  demos risada disso.

Pois bem, um dia estava la em Orlando tomando sol, e resolvi que iria começar a vender meu bolo, afinal todo mundo que comia meu bolo, gostava! Vcs sabem né, mente vazia pensa muito!rs
Mas eu só sabia fazer 1 sabor de bolo! Então comentei a ideia com minha irmã, que me apoiou e me deu de presente um curso de 1 mês no Senac. Comentei também com um amigo e ele criou um logo para a minha empresa. Voltei para o Brasil, fiz o curso e resolvi vender os bolos! Ah, depois do curso eu já estava fazendo 5 sabores de bolos! Então eu já me sentia mais confiante! Isso foi em junho de 2016!

Lancei a empresa e para minha surpresa já na primeira semana recebi 8 encomendas.

thumbnail_FullSizeRender BOLO MORANGO TITA

Fiquei muitoooo feliz e isso me deu mais força. Os pedidos foram chegando e em Outubro tive que contratar uma pessoa para trabalhar comigo, em novembro tive que contratar outra.
Hoje, março de 2017, ja estamos trabalhando em 4 pessoas! Tenho 5 mil seguidores no Instagram e a demanda de pedidos esta tão grande que em muitos finais de semana eu tenho que negar novas encomendas, para poder dar conta das encomendas que eu já tinha aceitado.
Na maioria dos dias eu trabalho das 6:00 as 23:00, meu braço dói pois tem dias que faço 15 panelas de brigadeiro(quem faz brigadeiro sabe do que to falando) mas estou feliz, cuidando do meu próprio negocio, ganhando meu dinheiro e o melhor, não tenho chefe para mandar em mim(essa é a parte que eu mais gosto!ehehe).

Sim, é difícil começar um negocio, as vezes precisamos de uma demissão para criarmos coragem de mudar de vida. As vezes precisamos ir para o “lixo” para depois ir para o “luxo”.

Eu faço os bolos na minha casa, uso meu fogão caseiro, minha geladeira simples, mas se tudo continuar indo bem ano que vem pretendo abrir uma loja.

thumbnail_FullSizeRender BOLO DUDA TITA

Por isso eu sempre digo, o fundo do poço tem mola! Desistir não é uma opção! Sim, a vida é difícil, mas nos somos fortes e não é qualquer pedrinha no nosso caminho que vai nos derrubar! “Pedras no caminho, guardo todas, um dia vou construir meu castelo.”

Espero que vocês tenham gostado da minha historia. Quem quiser conhecer mais um pouquinho do meu trabalho, meu Instagram é @thecakebytita

Beijos e lembrem-se “do lixo ao luxo”

Comentários

  1. 31 mar2017
    Juziliane Javoski

    Sua história é inspiradora….Parabéns e muito sucesso…

    Responder

Deixe seu comentário: