Felicidade

22.07.2014

É impossível aspirar Qualidade de Vida sem falar em Felicidade.

A reflexão a respeito da Felicidade nos leva a observar que existem dos grandes caminhos que podemos trilhar na vida. Um deles é o que normalmente percorremos na primeira metade da vida, ou seja, até aproximadamente 40 anos. É o caminho do VER para CRER, usualmente conhecido como “São Tomé”.

Essa maneira de viver caracteriza uma conexão com a vida a partir dos fatores externos. É a fase que está ligada aos desejos das conquistas. É o período de construção e aquisição de conhecimentos ligados a uma profissão, bem como conquistas de bens materiais, poder social, sucesso, dinheiro e etc. Esse percurso se inicia muito cedo em nossas vidas e consome muito tempo e vitalidade. O homem pauta seu desenvolvimento interno através do quanto e do que consegue conquistar. Nele mede sua felicidade também pelo que consegue possuir. A vida interna fica vulnerável aos acontecimentos externos tal como um barco sem motor. As emoções e sentimentos ficam ao sabor do que se passa fora. Ex.: estou triste porque… estou com raiva porque… .

As pressões internas aumentam, a ansiedade toma conta do Ser, o medo se instala e toma direção da vida. O homem é possuído pelos seus sentimentos e emoções e não os possui. Nesse caminho é muito fácil surgirem os fantasmas internos que ameaçam e expulsam a paz.

Ressalto aqui que a conquista é uma fase importante e necessária na vida, mas que a nossa percepção ainda limitada pela pouca experiência de vida e a tendência cultural que super valoriza todos os aspectos materiais nos leva a restringir a vida de uma forma totalitária, obrigando-nos cada vez mais a uma luta desesperada pela sobrevivência perdendo o contato com o sentido da vida. O Ser é massacrado pelo Ter.

Outro grande caminho é o do CRER para VER. Essa estrada se abre quando a pessoa, através da sua sensibilidade começa a perceber que muitos rumos e acontecimentos de sua vida nascem primeiro dentro dela e, a partir de uma determinação interna, é que surgem as condições externas para concretização, desde que estejam também em harmonia com as leis universais. É um caminho que nasce na sensibilidade e na intuição e que vai sendo trilhado observando-se os sinais que a vida vai colocando para nos guiar.

Não há luta com a vida e sim uma sintonia, uma fluidez.

que-a-felicidade-vire

A grande estrada CRER para VER nasce do autoconhecimento, de um centro interno que busca se aproximar da missão pessoal aqui na terra. É o “para que estou aqui” e não “por que eu”. Buscar o verdadeiro sentido nos aproxima de todos os recursos que necessitamos para cumprir nossa missão pessoal.

É imprescindível saber o que é verdadeiramente se quer na vida, sem subterfúgios ou enganos provenientes da incapacidade pessoal de escolher e pagar os tributos, porque toda escolha implica em renúncias e desapegos. É preciso saber deixar ir para poder concentrar esforços numa mesma direção.

O autoconhecimento é a pedra filosofal de toda alquimia interna porque mobiliza a verdadeira FORÇA proveniente da VONTADE REAL, que aliadas ao DIRECIONAMENTO – FORÇA REAL DIRECIONADA é capaz de concretizar verdadeiros milagres.

CRER para VER é um movimento de dentro para fora e traz responsabilidade da autoria do quadro que retrata sua vida.

Colaboradora:

Dra. Yara Neida Lorenzetti atua como psicoterapeuta e é diretora do Hari Om Saúde e Qualidade de Vida. Pratica meditação há vários anos. Faz pilates, treinamento funcional e dança do ventre.

www.hariom.com.br

Deixe seu comentário: